quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Prazer de matar - Julie Garwood

Em Prazer de Matar - de Julie Garwood - publicado pela Editora Landscape vamos conhecer Avery Delaney, uma mulher que coleciona tristes lembranças de sua infância. Abandonada por sua mãe, foi criada pela avó e por Carrie, sua tia adorada! Aos onze anos Avery passa por uma experiência traumática que muda completamente sua vida. Quando adulta, as tristes experiências faz com que Avery dedique sua vida à lei e à justiça.

Com uma inteligência privilegiada e muita habilidade em recolher informações e decifrar pistas, Avery queria ser muito mais que uma simples digitadora do FBI, estava em busca de reconhecimento e, se a burocracia não continuasse atrapalhando, em breve seria uma agente de campo.

Carrie, uma viciada em trabalho, não está vivendo bons dias em seu casamento. Quando recebe um misterioso convite para desfrutar duas semanas no luxuoso Spa Utopia, não tem dúvidas que esse maravilhoso presente veio de Tony - seu futuro ex-marido - numa tentativa de reconquistá-la. Carrie convence Avery a viajar com ela, mas por motivos profissionais Avery perde o avião.

Ao desembarcar no aeroporto Carrie é abordada por Monk - um assassino de aluguel - que dizendo-se funcionário do Spa a leva, sob falsos pretextos, para uma casa isolada nas montanhas. Quando Avery chega ao Spa descobre que sua tia não está hospedada e que suas reservas tinham sido canceladas.

Nesse momento Avery percebe que algo muito errado está acontecendo. Sua tia está desaparecida e as pistas que poderiam levar ao seu paradeiro são escassas, e no hall do Utopia, John Paul, um homem lindo, mas com cara de poucos amigos lhe espera com uma história que lhe congela a alma. Carrie corre um grande perigo e agora Avery precisa colocar em prática toda sua habilidade investigativa para desvendar o mistério e salvar sua vida. E para piorar a situação, John Paul, esse homem carrancudo e grosseiro precisa lhe acompanhar...


Apesar de toda a minha reclamação a seguir quero dizer que o livro é muito bom! Ele tem aventura, romance e suspense, só que eu esperava muito mais de um livro com o título: Prazer de Matar. A estória custou a engrenar e quando o suspense começava a ficar bom o capítulo acabava e o que começava não conseguia manter a tensão criada pelo anterior. Gosto de livros eletrizantes e que não te deixam respirar, esperava que esse fosse assim, mas não foi.  

E você por acaso já leu um livro que não foi com a cara do mocinho? Então, John Paul não me convenceu ou me cativou durante quase toda a leitura, custei a gostar do cara – acabei gostando, claro! No fim até queria ele como vizinho, mas só! (Afinal, ter um vizinho gostosão faria bem aos olhos, certo?). John Paul é lindo e maravilhoso, 'gigante' e dono de lindos olhos cinzas, mas é daqueles que deixa todo mundo com medo só de passar perto. Portanto, está barrado na minha galeria de 'suspiros'!

Agora da Avery, sim, gostei muito dela. É corajosa, decidida, teimosa, durona e não aceita ordens sem protestos! De longe uma das melhores mocinhas que conheci!

Outra coisa, o que é a revisão desse livro? Simplesmente não existiu! Quer um exemplo? Lá vai!

- Quem é ele? - perguntou ela - E por que você está com está enfiando o dedo no nariz? (pág. 196)

Esse é só um pequeno dos muitos erros encontrados no livro, sem falar de todas as vezes que tive de voltar à leitura por que o diálogo misturava-se com a narração.

Enfim, o livro é bom, mas feche os olhos para a péssima revisão e não espere "um livro eletrizante que vai te matar de prazer." que tudo vai dar certo e você vai se divertir muito nessa aventura.


10 comentários :

  1. Ah, eu adoro homens machões que matam os outros de medo, então... hahahaha

    Pena que vc não gostou tanto. Pra mim, Prazer de Matar é o melhor dela. Mas os defeitos que vc apontou tem razão de ser. "Prazer de Matar" não reflete muito bem a história. O original é um trocadilho que a tradução não conseguiu pegar: Killjoy é uma gíria pra "Estraga Prazeres", mas decidiram colocar literalmente aqui, como Prazer de Matar mesmo, então...
    Ah, a revisão é ruim mesmo. E é assim em todos os livros dela, uns mais, outros menos.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lilian,

    Uma pena quando a tradução não consegue transmitir o que a autora desejava, uma pena.

    Ahhh, eu adoro homens durão, mas que possuam um lado romântico e meloso! hehehe

    beijo

    ResponderExcluir
  3. Confesso que quando começei a ler o post já estava me empolgando com o livro, mas quando cheguei ali no final com os seus comentários já desanimei!
    Com essa capa e esse titulo também esperava algo emocionante!
    Gosto de livros de suspense, mas esse não parece ser muito bom.
    Adorei a resenha, muito sincera!


    Abraço


    Luiz Silva
    blogueiroleitor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Parece ser bem bacana e eu adorei sua resenha, mas acho que não leria esse livro. Sei lá, não é bem meu tipo, mas enfim, quem sabe algum dia.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  5. Hahahaa, achei uma q não gostou dele o/
    Me senti melhor!


    Beijocas,
    Lariane -www.leiturasedevaneios.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ei Miriam,

    Nossa muitos erros de revisão me incomodam demais, este acho que vou passar. E olha que eu tinha muita vontade de ler este livro pelo título e pela capa rs. Mas como vc falou que tbm esperava mais pelo título.

    bjoo

    ResponderExcluir
  7. Eii Mi,

    Aparentemente é um livro interessante, mas...
    É triste quando o mocinho não te conquista. (Ainda bem que gosto dos vilões)

    Quer me matar de raiva? É só fazer uma tradução mal feita e sem noção =p
    rs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu gostei da historia, parece muito boa, apesar dos erros de continuação e de gramatica, como você citou a cima.
    Eu quero. Mas é claro que vou ter que ler com mais atenção, graças a pessima revisão.

    ResponderExcluir
  9. Concordo, porém passando por cima de todos esses poréns eu gostei....belas palavras...beijokas elis!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Julie Garwood tem essa mania de capítulo sim e capítulo não. Para e começa a conta outra coisa e depois volta. Já me acostumei até pq assim não morro de curiosidade.
    Da série, este ainda não li e não via conexão com a série. Agora sei que a conexão é o Monk que saiu ileso do livro anterior.
    Realmente o nome traduzido não reflete a idéia... Dessa série eu amei o Testamento que é o anterior. A confissão é legal e Marcada para Morrer é muito bom também.
    Mas gostei muiot da resenha e agora decidir ler o livro.

    ResponderExcluir

Qual a sua opinião?

Comente a vontade e faça parte do blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Todos os marcadores

Livros ( 130 ) Novo Conceito ( 33 ) receitas ( 27 ) Promoção ( 26 ) guloseimas ( 24 ) Mensagens ( 23 ) lançamentos ( 22 ) Variedades ( 21 ) Resenha ( 19 ) Selinhos e mimos ( 17 ) Bobagens ( 14 ) Editora Arqueiro ( 13 ) Editora Planeta ( 13 ) Resultado de sorteio ( 13 ) divulgação ( 12 ) Danielle ( 11 ) Desafio Literário ( 10 ) Poesia ( 8 ) Coragem hoje é segunda-feira ( 6 ) Circuito Novo Conceito ( 5 ) Meg Cabot ( 5 ) Uma resenha pra chamar de minha ( 5 ) Editora Essência ( 4 ) Filmes ( 4 ) L. J. Smith ( 4 ) Marian Keyes ( 4 ) Nora Roberts ( 4 ) Novo Século ( 4 ) Universo dos Livros ( 4 ) Desafio Literário 2015 ( 3 ) Editora Intrínseca ( 3 ) Editora Underworld ( 3 ) Jeff Lindsay ( 3 ) Lisa Mcmann ( 3 ) Literatura Estrangeira ( 3 ) Literatura Nacional ( 3 ) Nicholas Sparks ( 3 ) Nicole Jordan ( 3 ) Rachel Gibson ( 3 ) Régine Deforges ( 3 ) Siobhan Vivian ( 3 ) Stieg Larsson ( 3 ) A Mediadora ( 2 ) Abbi Glines ( 2 ) Amazon ( 2 ) Beth Fantaskey ( 2 ) Carole Matthews ( 2 ) Dica de Leitura ( 2 ) Ebook ( 2 ) Editora Saída de Emergência ( 2 ) Editora Sextante ( 2 ) James Patterson ( 2 ) Jenna Black ( 2 ) Jenny Han ( 2 ) Jodi Picoult ( 2 ) Lançamento ( 2 ) Paulo de Castro ( 2 ) Portia da Costa ( 2 ) desabafo ( 2 ) Alicia Gallotti ( 1 ) Ally Carter ( 1 ) Amy Morin ( 1 ) Ana Paula Bergamasco ( 1 ) Angela Morrison ( 1 ) Anna Fagundes Martino ( 1 ) Anthony E. Zuiker ( 1 ) Audrey Niffenegger ( 1 ) Audrey Nixon ( 1 ) Babi Dewet ( 1 ) Barbara Delinsky ( 1 ) Becca Fitzpatrick ( 1 ) Bella Andre ( 1 ) Bernhard Schlink ( 1 ) Bruna Ischaffon ( 1 ) Cecelia Ahern ( 1 ) Chelsea Cain ( 1 ) Christine Feehan ( 1 ) Christine M. ( 1 ) Chuck Hogan ( 1 ) Clarice Lispector ( 1 ) Colleen McCullough ( 1 ) Dan Gemeinhart ( 1 ) Daniel Glattauer ( 1 ) David Gilmour ( 1 ) Drama ( 1 ) Duane Swierczynski ( 1 ) E. L. James ( 1 ) Editora Galera ( 1 ) Editora Globo ( 1 ) Editora Jardim dos Livros ( 1 ) Editora Modo ( 1 ) Editora Multifoco ( 1 ) Editora Pandorga ( 1 ) Editora Porto 71 ( 1 ) Editora Todas as Falas ( 1 ) Elizabeth Chandler ( 1 ) Elizabeth Gilbert ( 1 ) Enderson Rafael ( 1 ) Entrevista ( 1 ) Estantes ( 1 ) Eventos ( 1 ) FML Pepper ( 1 ) Fenelivro ( 1 ) Fern Michaels ( 1 ) Ficção ( 1 ) Gabrielle Charbonnet ( 1 ) Galera Record ( 1 ) Gary Smalley ( 1 ) Guilhermo Del Toro ( 1 ) Howard Roughan ( 1 ) Hugh Laurie ( 1 ) James A. Owen ( 1 ) James Bowen ( 1 ) Janaina Rico ( 1 ) Jane Austen ( 1 ) Janet Dailey ( 1 ) Jessica Spotswood ( 1 ) Jill Mansell ( 1 ) John Corey Whaley ( 1 ) John Green ( 1 ) Jojo Moyes ( 1 ) Joseph Ratzinger ( 1 ) Josiane Veiga ( 1 ) Julia Donovan ( 1 ) Julie Garwood ( 1 ) Karen Kingsbury ( 1 ) Karyn Bosnak ( 1 ) Katherine Applegate ( 1 ) Kiko Nogueira ( 1 ) Kimberly McCreight ( 1 ) Lauren Weisberger ( 1 ) Leisa Rayven ( 1 ) Leitura Nacional ( 1 ) Leticia Wierzchowski ( 1 ) Lilian Dorea ( 1 ) Livros; Emily Brontë; resenha; Lua de Papel ( 1 ) Marcelo Lima ( 1 ) Marco de Moraes ( 1 ) Marcos Bulzara ( 1 ) Maria Beaumont ( 1 ) Martha Argel ( 1 ) Mauricio Gomyde ( 1 ) Michael Grant ( 1 ) Nina Malkin ( 1 ) Não ao plágio ( 1 ) PE ( 1 ) Paolo Flores d'Arcais ( 1 ) Patrick deWitt ( 1 ) Paula Pimenta ( 1 ) Paulo Castro ( 1 ) Paulo Coelho ( 1 ) Primeiras Linhas ( 1 ) Prêmio Bang ( 1 ) Record ( 1 ) Romance ( 1 ) Rosana Rios ( 1 ) Rubem Alves ( 1 ) Sara Fawkes ( 1 ) Sarah Lotz ( 1 ) Sextante ( 1 ) Sobrenatural ( 1 ) Stacey Jay ( 1 ) Stella Florence ( 1 ) Stephanie Perkins ( 1 ) Stephenie Meyer ( 1 ) Suma de Letras ( 1 ) Susan Wiggs ( 1 ) Susane Colasanti ( 1 ) T. Greenwood; Livros ( 1 ) Tony Buzan ( 1 ) Vanessa de Cássia ( 1 ) Vida e Consciência ( 1 ) Wendy Markham ( 1 ) YA ( 1 ) Zíbia Gasparetto ( 1 ) amostrinha ( 1 ) corrida ( 1 ) cote ( 1 ) cotidiano ( 1 ) dicas ( 1 ) e-books ( 1 ) hora do planeta ( 1 ) runner ( 1 ) tags ( 1 )

Direitos do leitor (Daniel Pennac)

1. O direito de não ler.

2. O direito de pular páginas

3. O direito de não terminar um livro.

4. O direito de reler.

5. O direito de ler qualquer coisa.

6. O direito ao bovarismo (doença textualmente transmissível).

7. O direito de ler em qualquer lugar.

8. O direito de ler uma frase aqui e outra ali.

9. O direito de ler em voz alta.

10. O direito de se calar.


Leve adiante...

"Se um dia os homens colocarem a paz, a amizade e a compreensão acima de tudo, qualquer lugar do mundo será um bom lugar." (autor desconhecido)







Leitores pelo mundo.

  © Livros, Bobagens e Guloseimas! - Desde 28 de julho de 2009 - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo