quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Um Mundo Brilhante - T. Greenwood

Um Mundo Brilhante, de T. Greenwood, publicado pela Editora Novo Conceito.

"Esta, enfim, é uma história sobre o que devemos às pessoas, o que devemos a nós mesmos e o preço das decisões que tomamos." 
(orelha do livro)

Ben Bailey morava em Flagstaff, uma pequena cidade do norte do Arizona onde o verão é ameno e o inverno traz a neve em abundância. Ben amava o frio e a neve, e essas eram as coisas que realmente o deixavam feliz.

Tirando o frio, nada mais trazia grandes alegrias aos dias de Ben. Noivo de Sara há alguns anos, pode-se dizer que em outros tempos já viveram melhores momentos. Doutor em história era professor-adjunto há oito anos na faculdade, mas como era muito mal pago trabalhava como barman em meio período para reforçar o orçamento.

A vida de Ben muda quando ele encontra um jovem Navajo caído na frente de sua casa. No hospital Ben conhece a irmã do jovem, Shadi, e por ela fica sabendo que Ricky não sobreviveria. Convencido de que a morte de Ricky não foi um acidente provocado pelo excesso de bebida, como afirmou a polícia, Ben inicia uma investigação particular em busca de provas de que sua morte foi criminosa.

Shadi desperta em Ben sentimentos adormecidos e isso lhe dá uma nova perspectiva de vida, mas o deixa também dividido entre a responsabilidade e a felicidade. Muitas das suas verdades, e mentiras, que antes pareciam tão certas agora já não faziam mais sentido e ao tentar encontrar seu verdadeiro lugar no mundo, percebe que suas escolhas e decisões podem deixar cicatrizes profundas em si e nas pessoas em sua volta.

"Ele não sabia o que diria a Sara, como explicar aquela necessidade urgente de consolar uma estranha. Ele nunca seria capaz de articular a sensação de que isso era algum tipo de coincidência, de que pudesse haver uma razão para que ele fosse a pessoa que havia encontrado o garoto. Ele sabia que Sara nunca entenderia, que ela seria incapaz de compreender a nova sensação e o novo propósito que pareciam inchar dentro do seu peito como tempestade."
(pág. 31)

Um Mundo Brilhante fala sobre as escolhas que temos na vida e de como muitas vezes o destino nos deixa sem escolhas, simplesmente impondo os caminhos. De como as experiências do passado influenciam nas decisões do presente, da angústia em aceitar uma situação imposta por outros e da falta de coragem para enfrentar as consequências que certas decisões acarretam.

O livro, que é narrado em terceira pessoa, sob o olhar de Ben, possui capítulos curtos e divididos em mundos classificado por cores, iniciando em Mundo Vermelho, e cada cor está relacionada com o momento do personagem. A capa cinza representa perfeitamente o estado emocional de Ben, frustrado e infeliz.

A autora consegue, com seu texto simples, ser tão realista que sufoca. As lembranças de Ben da infância são especialmente intensas e inebriantes. O texto de T. Greenwood me causou um nó na garganta, o livro é tão profundo que quando terminei a leitura a história custou a sair dos meus pensamentos. Algumas histórias têm esse poder sobre mim e Um Mundo Brilhante me prendeu, me aprisionou e não consegui me libertar de Ben, Sara, Shadi e Ricky.

Eu poderia escrever por horas sobre todos os seus personagens, lugares, histórias, motivos e sentimentos, mas prefiro definir Um Mundo Brilhante, de T. Greenwood, em apenas uma palavra: Brilhante!

Eu amei e indico para quem gosta de drama. Leia!


18 comentários :

  1. Sim! Em alguns momentos me tirou o ar. E não pq o livro tem ação, mas porque é... sufocante. Não sei explicar. Só lendo!

    ResponderExcluir
  2. Eu amei este livro, desde que o segurei em minha mãos. Um trabalho lindo, perfeito, e ainda com uma história tão tocante.

    Achei interessante seu comentário sobre o estado de ânimo de Ben pela cor da capa, Miriam, eu realmente não havia pensado nisso O.O

    Adorei a resenha e o blog. Obrigada pelas dicas!!

    Beijos!

    This
    Canto e Conto

    ResponderExcluir
  3. Oi Miriam, quando li esse livro me senti presa das otimistas as ultimas páginas, mas nao fiquei tao impressionada quanto voce ficou. Se que a vida as vezes nos impõe situações que nos deixam sem escolha, mas eu acredito que Ben tinha escolha sim, mas ele foi fraco e covarde.

    Eh bem profundo e intenso, mas nao me tocou tanto assim.

    Beijos, Caline
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
  4. Tão realista que sufoca? 
    Opa, que interessanteeee :) 

    Vou ver se compro.

    Beijos,Lariane - Leituras & Devaneios

    ResponderExcluir
  5. Miriam, como de costume a resenha ficou incrível, parece realmente ser um livro bem profundo, desses que todos nós deveríamos ler. Se eu não tivesse tantos livros na estante a espera da minha leitura, com certeza iria lê-lo. A capa é simplesmente linda e a história deve ser igualmente bela. *-*
     

    ResponderExcluir
  6. Oi Miriam,

    O livro está na fila esperando, bom saber que você gostou tanto. Eu acho a capa muito linda e é bom saber que o livro não vai decepcionar.

    bjos

    ResponderExcluir
  7. Obrigada, Alê! Você devia colocar ele na fila para um dia lê-lo. é um livro com uma história totalmente inesperada.

    beijo

    ResponderExcluir
  8. Acredito que não vai te decepcionar, não, Nanda! O livro é muito bom, sem os clássicos clichês que encontramos em vários livros por ai.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Gabi!

    Eu tbm senti vontade de esganar o Ben, mas em alguns momentos tinha pena dele. ;( 

    ResponderExcluir
  10. Oi, Caline,

    Talvez tenha me tocado mais por eu ter me comovido com a história da infância de Ben. Eu relacionei as suas suas decisões com os acontecimentos do passado. Ele foi fraco e covarde com seus sentimentos, concordo contigo, mas errava tentando acertar... 

    ResponderExcluir
  11. adorei a resenha. Estou ansiosa para ler esse livro todo mundo está falando nele. parece bastante comovente.

    ResponderExcluir
  12. Oi Miriam

    Achei ótima, super completa a sua resenha, estou só na promessa mas ainda não comecei esse livro rsss apesar de amar uma fantasia, adoro um romance realista e intenso, tomara que goste desse.

    ResponderExcluir
  13. Oi Miriam, tudo bem?
    Que resenha linda, traduziu bem o que senti durante a leitura.
    Ben tentou fazer escolhas, melhorar, mas o destino o proibiu.

    Beijos
    Leitora Incomum

    ResponderExcluir
  14. Mi!
    Como você, gostei muito da leitura e acho que aprendi a tomar as decisões que acho correta.
    Sua resenha está fabulosa, logo farei a minha no blog.



    Agradeço a visita e o comentário no blog, volte sempre.


    Desejo um bom início de mês e uma semana mais que
    abençoada!!


    Cheirinhos         


    Rudy


    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/


    ResponderExcluir
  15. Aione Simões Sérgio10 de maio de 2014 12:46

    Oi Miriam!
    Não li o livro e já vi muitas resenhas controversas sobe ele. Mas mesmo com os comentários negativos que li, que não foi o caso da sua resenha, tenho muita vontade de lê-lo porque acho que vou gostar dele exatamente pelos fatos que você pontuou. Gosto de bons dramas e de livros reflexivos!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  16. Muito bom esse livro , sua resenha imprimi certinho o que ele é !

    ResponderExcluir
  17. Sua resenha está perfeita! Falou bem sobre o que é o livro. Na minha, eu tentei, mas não consegui me expressar tanto quanto você, então, parabéns!
    O livro é ótimo sobre essa questão de escolhas, e às vezes eu tinha vontade de esganar o Ben. Achei "brilhante" as partes do livro separadas por cor.
    Sobre a capa, bela observação sobre o cinza. Não tinha pensado nisso ;)
    Beijão!

    ResponderExcluir
  18. Que bom que vc amou o livro, pois vi recentemente uma resenha não muito positiva, que chegou a me desanimar. Mas já me animei de novo rs
    Quero muito ler, ele está aqui na fila de leitura \o/
    Adoro capítulos curtos, a impressão é de que a leitura flui mais facilmente...

    Bjs,Kelwww.itcultura.com

    ResponderExcluir

Qual a sua opinião?

Comente a vontade e faça parte do blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Todos os marcadores

Livros ( 130 ) Novo Conceito ( 33 ) receitas ( 27 ) Promoção ( 26 ) guloseimas ( 24 ) Mensagens ( 23 ) lançamentos ( 22 ) Variedades ( 21 ) Resenha ( 19 ) Selinhos e mimos ( 17 ) Bobagens ( 14 ) Editora Arqueiro ( 13 ) Editora Planeta ( 13 ) Resultado de sorteio ( 13 ) divulgação ( 12 ) Danielle ( 11 ) Desafio Literário ( 10 ) Poesia ( 8 ) Coragem hoje é segunda-feira ( 6 ) Circuito Novo Conceito ( 5 ) Meg Cabot ( 5 ) Uma resenha pra chamar de minha ( 5 ) Editora Essência ( 4 ) Filmes ( 4 ) L. J. Smith ( 4 ) Marian Keyes ( 4 ) Nora Roberts ( 4 ) Novo Século ( 4 ) Universo dos Livros ( 4 ) Desafio Literário 2015 ( 3 ) Editora Intrínseca ( 3 ) Editora Underworld ( 3 ) Jeff Lindsay ( 3 ) Lisa Mcmann ( 3 ) Literatura Estrangeira ( 3 ) Literatura Nacional ( 3 ) Nicholas Sparks ( 3 ) Nicole Jordan ( 3 ) Rachel Gibson ( 3 ) Régine Deforges ( 3 ) Siobhan Vivian ( 3 ) Stieg Larsson ( 3 ) A Mediadora ( 2 ) Abbi Glines ( 2 ) Amazon ( 2 ) Beth Fantaskey ( 2 ) Carole Matthews ( 2 ) Dica de Leitura ( 2 ) Ebook ( 2 ) Editora Saída de Emergência ( 2 ) Editora Sextante ( 2 ) James Patterson ( 2 ) Jenna Black ( 2 ) Jenny Han ( 2 ) Jodi Picoult ( 2 ) Lançamento ( 2 ) Paulo de Castro ( 2 ) Portia da Costa ( 2 ) desabafo ( 2 ) Alicia Gallotti ( 1 ) Ally Carter ( 1 ) Amy Morin ( 1 ) Ana Paula Bergamasco ( 1 ) Angela Morrison ( 1 ) Anna Fagundes Martino ( 1 ) Anthony E. Zuiker ( 1 ) Audrey Niffenegger ( 1 ) Audrey Nixon ( 1 ) Babi Dewet ( 1 ) Barbara Delinsky ( 1 ) Becca Fitzpatrick ( 1 ) Bella Andre ( 1 ) Bernhard Schlink ( 1 ) Bruna Ischaffon ( 1 ) Cecelia Ahern ( 1 ) Chelsea Cain ( 1 ) Christine Feehan ( 1 ) Christine M. ( 1 ) Chuck Hogan ( 1 ) Clarice Lispector ( 1 ) Colleen McCullough ( 1 ) Dan Gemeinhart ( 1 ) Daniel Glattauer ( 1 ) David Gilmour ( 1 ) Drama ( 1 ) Duane Swierczynski ( 1 ) E. L. James ( 1 ) Editora Galera ( 1 ) Editora Globo ( 1 ) Editora Jardim dos Livros ( 1 ) Editora Modo ( 1 ) Editora Multifoco ( 1 ) Editora Pandorga ( 1 ) Editora Porto 71 ( 1 ) Editora Todas as Falas ( 1 ) Elizabeth Chandler ( 1 ) Elizabeth Gilbert ( 1 ) Enderson Rafael ( 1 ) Entrevista ( 1 ) Estantes ( 1 ) Eventos ( 1 ) FML Pepper ( 1 ) Fenelivro ( 1 ) Fern Michaels ( 1 ) Ficção ( 1 ) Gabrielle Charbonnet ( 1 ) Galera Record ( 1 ) Gary Smalley ( 1 ) Guilhermo Del Toro ( 1 ) Howard Roughan ( 1 ) Hugh Laurie ( 1 ) James A. Owen ( 1 ) James Bowen ( 1 ) Janaina Rico ( 1 ) Jane Austen ( 1 ) Janet Dailey ( 1 ) Jessica Spotswood ( 1 ) Jill Mansell ( 1 ) John Corey Whaley ( 1 ) John Green ( 1 ) Jojo Moyes ( 1 ) Joseph Ratzinger ( 1 ) Josiane Veiga ( 1 ) Julia Donovan ( 1 ) Julie Garwood ( 1 ) Karen Kingsbury ( 1 ) Karyn Bosnak ( 1 ) Katherine Applegate ( 1 ) Kiko Nogueira ( 1 ) Kimberly McCreight ( 1 ) Lauren Weisberger ( 1 ) Leisa Rayven ( 1 ) Leitura Nacional ( 1 ) Leticia Wierzchowski ( 1 ) Lilian Dorea ( 1 ) Livros; Emily Brontë; resenha; Lua de Papel ( 1 ) Marcelo Lima ( 1 ) Marco de Moraes ( 1 ) Marcos Bulzara ( 1 ) Maria Beaumont ( 1 ) Martha Argel ( 1 ) Mauricio Gomyde ( 1 ) Michael Grant ( 1 ) Nina Malkin ( 1 ) Não ao plágio ( 1 ) PE ( 1 ) Paolo Flores d'Arcais ( 1 ) Patrick deWitt ( 1 ) Paula Pimenta ( 1 ) Paulo Castro ( 1 ) Paulo Coelho ( 1 ) Primeiras Linhas ( 1 ) Prêmio Bang ( 1 ) Record ( 1 ) Romance ( 1 ) Rosana Rios ( 1 ) Rubem Alves ( 1 ) Sara Fawkes ( 1 ) Sarah Lotz ( 1 ) Sextante ( 1 ) Sobrenatural ( 1 ) Stacey Jay ( 1 ) Stella Florence ( 1 ) Stephanie Perkins ( 1 ) Stephenie Meyer ( 1 ) Suma de Letras ( 1 ) Susan Wiggs ( 1 ) Susane Colasanti ( 1 ) T. Greenwood; Livros ( 1 ) Tony Buzan ( 1 ) Vanessa de Cássia ( 1 ) Vida e Consciência ( 1 ) Wendy Markham ( 1 ) YA ( 1 ) Zíbia Gasparetto ( 1 ) amostrinha ( 1 ) corrida ( 1 ) cote ( 1 ) cotidiano ( 1 ) dicas ( 1 ) e-books ( 1 ) hora do planeta ( 1 ) runner ( 1 ) tags ( 1 )

Direitos do leitor (Daniel Pennac)

1. O direito de não ler.

2. O direito de pular páginas

3. O direito de não terminar um livro.

4. O direito de reler.

5. O direito de ler qualquer coisa.

6. O direito ao bovarismo (doença textualmente transmissível).

7. O direito de ler em qualquer lugar.

8. O direito de ler uma frase aqui e outra ali.

9. O direito de ler em voz alta.

10. O direito de se calar.


Leve adiante...

"Se um dia os homens colocarem a paz, a amizade e a compreensão acima de tudo, qualquer lugar do mundo será um bom lugar." (autor desconhecido)







Leitores pelo mundo.

  © Livros, Bobagens e Guloseimas! - Desde 28 de julho de 2009 - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo